Rui Rio diz que concorda com a requisição civil para assegurar o abastecimento de combustíveis nos “serviços mínimos fundamentais”. O Presidente do PSD, que participava esta terça-feira, na sessão de tomada de posse dos novos órgãos da Distrital de Coimbra do PSD, espera que o Executivo “tenha capacidade de intermediação, de modo a que a greve dure o menos tempo possível”, e apelou ao “bom senso” entre as organizações patronais e os motoristas de transporte de matérias perigosas.

“Quanto ao resto, espero que o Governo, aqui apenas enquanto diplomata, consiga equilibrar os fatores e consiga ver se os empregados e os patrões conseguem chegar a um acordo”, sublinhou.