O Presidente do PSD saudou a Juventude Social Democrata (JSD) pela realização do 26.º Congresso Nacional, apesar das condicionantes da pandemia que estamos a viver. Rui Rio espera que a JSD possa, com “lealdade e disciplina”, ajudar na preparação das eleições autárquicas de 2021.

Numa mensagem transmitida na sessão de encerramento Congresso da JSD, este domingo, Rui Rio assegurou olhar para o exemplo do congresso que JSD realizou “online” durante três dias, “num contexto muito difícil, quase impossível”, devido às restrições impostas pela covid-19.

“A JSD conseguiu uma atitude pioneira, o partido e eu próprio vamos olhar para ela, pode abrir a porta a reuniões do partido que têm estado suspensas e, que a funcionar bem, podem ser reativadas”, disse.

Rui Rio cumprimentou “os que vierem a ganhar” e desejou que todos os jovens possam “honrar a história da JSD”. “Uma organização política que debate, não só, mas fundamentalmente os temas ligados à juventude, mas que o faz com lealdade e com disciplina relativamente àquilo que é o partido, a JSD tem autonomia, mas não tem independência, é uma organização integrada no PSD”, salientou.

O Presidente do PSD apontou as autarquias como “um excelente ponto para se iniciar uma carreira política”, dizendo esperar que, nas eleições do próximo ano, elementos da JSD possam vir a integrar, como habitualmente, as listas do PSD particularmente para as freguesias.

Alexandre Poço, deputado, foi eleito líder JSD, sucedendo no cargo a Margarida Balseiro Lopes e garantiu que “a JSD terá uma postura de trabalho, de entrega, de desenvolver os nossos melhores quadros para que o PSD conte com os seus melhores jovens para os desafios de cada freguesia e de cada município em outubro do próximo ano”.

Alexandre Poço garantiu ao líder do PSD que poderá “contar com a JSD na sua capacidade de irreverência, coragem e liberdade para, ao lado do partido, construir uma alternativa” ao atual Governo e ao PS.

De acordo com os resultados anunciados no início da sessão de encerramento, Alexandre Poço conseguiu cerca de 53% dos votos dos 599 delegados votantes (317 votos), contra os 278 votos (46,4%) obtidos pela também deputada Sofia Matos, tendo-se registado quatro votos em branco.

Alexandre Poço, 28 anos, natural de Oeiras (Lisboa), é consultor, é licenciado em Ciências da Comunicação. Foi eleito deputado nas eleições legislativas pelo círculo de Lisboa.