No passado dia 29 de novembro, o Partido Social Democrata pagou à Assembleia da República uma verba de 500 mil euros relativos a uma subvenção recebida em excesso no âmbito das eleições autárquicas de 2013.

Apesar do “erro” ter sido identificado há vários anos, o partido ainda não tinha devolvido a referida verba. Tal só foi possível em resultado da gestão controlada das contas do Partido que nos últimos dois anos estabilizaram os recursos financeiros disponíveis do PSD.

Existe ainda uma verba remanescente que o PSD irá liquidar, logo que realizado o acerto das contas dessa subvenção recebida em excesso, e que propôs já que fosse deduzida mensalmente e diretamente na subvenção estatal que recebe da Assembleia da República.

O PSD continua alinhado na redução do seu passivo financeiro, no cumprimento das suas obrigações e, em especial, neste caso, na devolução voluntária de montantes que pertencem aos contribuintes e que foram então recebidos em excesso.