Já são conhecidos os cabeças de lista do PSD a Lisboa, Porto, Aveiro, Braga, Coimbra e Leiria. Para estes distritos, que representam cerca de dois terços do eleitorado, Rui Rio apostou em dois jovens e quatro mulheres, dando um sinal de renovação ao propor nomes da sociedade civil, sem ligações à vida partidária, reconhecidos pelo seu percurso académico ou profissional.

Assim, para Lisboa, o Presidente do PSD escolheu Filipa Roseta, de 45 anos, arquiteta, vereadora na Câmara de Cascais e ex-Professora Universitária. Para o Porto, Rui Rio aposta em Hugo Carvalho, de 28 anos. O atual presidente do Conselho Nacional da Juventude é licenciado em engenharia pela FEUP e dirigente associativo, tendo forte ligação ao distrito. Hugo Carvalho ocupa assim o lugar que estaria destinado ao próprio Presidente do partido, que não irá encabeçar nenhuma lista, dando o exemplo do projeto que pretende implementar no PSD.

A aposta nos jovens vê-se também na escolha de Margarida Balseiro Lopes, Presidente da JSD, como cabeça de lista por Leiria, continuando assim a servir o seu distrito.

A reconhecida advogada Mónica Quintela vai encabeçar a lista de Coimbra, André Coelho Lima, advogado e vogal da Comissão Política Nacional, é o primeiro nome da lista de Braga e Ana Miguel Santos, advogada e professora universitária, encabeça a lista de Aveiro.

Com estas escolhas, Rui Rio pretende demonstrar que está a trabalhar para o futuro, envolvendo os jovens na vida política ativa e também a renovar o próprio sistema político-partidário, o que constitui uma das suas prioridades desde que assumiu a presidência do PSD.

Para Rui Rio esta escolha de cabeças de lista representa igualmente um “risco”, já que, na sua maioria, estes não têm experiência política, mas o Presidente do Partido entende que esta é única forma de renovar e de incentivar as pessoas a participarem na vida dos partidos políticos.