Entre outubro e o final deste mês, o Governo só respondeu a metade das perguntas colocadas pelos partidos com assento parlamentar. De acordo com os serviços da Assembleia da República, na presente sessão legislativa, das 3855 perguntas, o Executivo respondeu apenas a 1927. Em concreto, o Governo apenas respondeu a 265 das 461 perguntas que o PSD entregou no Parlamento.

Naquele período em causa, realizaram-se nove debates quinzenais com o Primeiro-Ministro, seis debates de atualidade, dois de urgência e três temáticos.

Na semana passada, Rui Rio alertava para a necessidade de aumentar o escrutínio e a fiscalização democrática do Governo. O novo Regimento da Assembleia da República obriga o Executivo a comparecer mais vezes no Parlamento.