Rui Rio ainda tem esperança que o PS queira debater com o PSD o quadro macroeconómico social-democrata. “Já me tinham pedido para tirar Tancos da campanha, só falta agora dizer que não sou eu quem por parte do PSD diz quem vai debater com Mário Centeno. Então vou mandar uma carta ao líder do PS para ele dizer quem do lado do PSD vai debater com o Dr. Mário Centeno”, ironizou.

No final de uma sessão de perguntas e respostas em Aveiro, esta quarta-feira, Rui Rio recorda que o PSD indicou o porta-voz para as Finanças Públicas do CEN, Joaquim Sarmento. “Depois indicámos um que começa por A, Álvaro Almeida, se ele não gostar passamos para o B, para o C, até ao Z”, referiu Rui Rio.

Na “talk” de Aveiro, que teve por tema “Conversas no Feminino”, todas as perguntas foram feitas por mulheres, e Joaquim Sarmento era o convidado especial da sessão. O mandatário nacional da campanha do PSD lamentou que aparentemente não vá haver debate com Mário Centeno, considerando que “era mais uma oportunidade de esclarecer as diferenças” entre os programas dos dois partidos.

Antes, o mandatário distrital, o ex-ministro Ângelo Correia, acusou o Bloco de Esquerda de colocar em perigo a liberdade do País. “Hoje esse rosto do constrangimento nacional em relação à liberdade chama-se BE: porque culturalmente é produtor da ideia mais mortífera, mais derradeira e pior para uma sociedade, que é o politicamente correto”, disse.

Durante a tarde, a caravana do PSD navegou de moliceiro pela ria de Aveiro e coloriu as ruas da cidade do Baixo Vouga numa arruada animada pela energia e entusiasmo da JSD.