Rui Rio diz que é possível reconhecer a contagem de serviço dos professores no espaço de uma legislatura, mas essa devolução não tem de ser “toda em dinheiro e em salário” e deve fazer-se ao longo do tempo. “Pode ser em redução do horário de trabalho, em aposentação mais cedo para os professores que têm esse tempo acumulado, neste equilíbrio de compensação”, afirmou em entrevista à Rádio Renascença, esta sexta-feira.

Para o Presidente do PSD, a contagem integral do tempo de serviço dos docentes implica também que a economia cresça a um ritmo real de 2% do PIB. “Tinha condições. É possível com um crescimento dessa ordem”, enunciou.

Rui Rio critica o Primeiro-Ministro por ter montado um espetáculo de encenação por causa das eleições europeias. “Se alguém é estadista, não faz isto. Ninguém consegue dizer se ele [António Costa] consegue travar o crescimento que o PSD está a ter ou, se por outro lado, consolidou ainda mais a imagem que ele tem de, com facilidade, fazer uns golpes. Fez no PS com António José Seguro. Fez no Parlamento quando perdeu as eleições. Faz agora quando se sente mais acossado em cima das eleições europeias”, afirmou.