Selecione uma opção
Europa
Fora da Europa
NOTÍCIAS
Reunião com o Grupo Parlamentar: Rui Rio conta com os 89 deputados
08 de Março de 2018
Reunião com o Grupo Parlamentar: Rui Rio conta com os 89 deputados

 

O Presidente do PSD reuniu esta quinta-feira com o grupo parlamentar. Defendendo a necessidade de “uma interação muito estreita” entre bancada, direção nacional e Conselho Estratégico Nacional, reforçou que é com todos que conta

 

Continuo a contar com os 89” deputados, esclareceu Rui Rio à saída da reunião com o Grupo Parlamentar do PSD. Em declarações aos jornalistas, nesta quinta-feira, salientou que não demorará que estejam todos “completamente alinhados”. Referiu, assim, que “tem de haver uma interação muito estreita” entre bancada social-democrata, direção nacional do partido e Conselho Estratégico Nacional. “Essa ligação tem de ser feita e faz-se, fundamentalmente, no dia a dia” e “no terreno”, reforçou.

O líder do PSD disse que a “a oposição tem sempre duas vertentes”: “aquela em que apontamos os erros e falhas da governação”; “a outra é construtiva”, em que são apresentadas alternativas. “A junção destes dois fatores é que nos pode levar a ganhar as próximas eleições”, apontou para, logo, precisar: “o grupo parlamentar tem uma vertente de mostrar o que está mal feito pelos outros, mas também tem uma componente positiva: cada vez que apresenta um projeto de lei está a dizer que faríamos” de outra forma. Sobre o Conselho Estratégico Nacional, anunciado esta quarta-feira após a reunião da Comissão Política Nacional, esclareceu que “tem apenas a vertente construtiva: ir construindo, setor a setor, as opções alternativas que o PSD apresenta à sociedade”.

Salientando ter-se tratado de uma “reunião muito prolongada” em que houve espaço para diversas intervenções, e “construtivas”, Rui Rio esclareceu, quando desafiado pelos jornalistas, que o encontro “decorreu de forma absolutamente normal”. Assinalou, ainda, que apesar de só no próximo domingo completar três semanas como Presidente do PSD, pode parecer, em “tempo mediático”, que “é muito”. “Mas não, ainda nem três semanas foram”, precisou. Afirmou, por isso, que “as coisas têm de ser arrumadas e feitas com a cadência própria”.