Selecione uma opção
Europa
Fora da Europa
NOTÍCIAS
Listas transnacionais: “Governo tentou manipular a opinião pública e o Parlamento”
09 de Fevereiro de 2018
Listas transnacionais: “Governo tentou manipular a opinião pública e o Parlamento”

O Governo tentou manipular a opinião pública e o Parlamento relativamente à sua posição” sobre as listas transnacionais. A denúncia foi feita pelo social-democrata Duarte Marques que, em audição ao ministro dos Negócios Estrangeiros, expôs as contradições dos socialistas.

As provas são evidentes”, continuou o deputado. O Executivo “assinou uma declaração formal dos países do sul a dizer que era favorável às listas transnacionais e depois, no Parlamento Europeu (onde o PS teve oportunidade de clarificar a sua posição), os deputados [socialistas] voltam a dar um sinal político a favor destas listas”, explicou.

Duarte Marques esclareceu que o pedido de agendamento desta audição a Augusto Santos Silva teve que ver com a “conduta do Governo em relação a esta matéria”, já que “tudo o que diz lá fora não é o que diz que dá dentro”. Relembrou, assim, que apesar de a matéria não ter sido discutida em Portugal, o Executivo assinou a declaração conjunta em 10 de janeiro, tendo contudo o ministro dos Negócios Estrangeiros referido não se ter comprometido com nada. O deputado assinalou também que, apesar de o Governo ser regra geral “muito hábil a divulgar as conclusões das cimeiras do sul”, esta “foi muito discreta”.

O social-democrata acusou, assim, o Executivo de ter tentado “iludir os portugueses com aquilo que foi um compromisso assumido”. Afirmou ter havido “um conjunto de incidentes que demonstram que ou é incompetência ou ocultação de uma matéria que é tão pouco consensual em Portugal”. E reforçou: “ou não tem estratégia e não sabe o que quer ou são muito bem organizados e têm uma estratégia lá para fora e outra cá para dentro”.

O PSD não muda de posição na sua vontade de aprofundar a construção do projeto europeu”, garantiu Duarte Marques.