PSD Partido Social Democrata, Acima de Tudo Portugal
Selecione uma opção
Europa
Fora da Europa
NOTÍCIAS
Governo é responsável por maus resultados na Educação
06 de Dezembro de 2017
Governo é responsável por maus resultados na Educação

O mau desempenho na leitura dos alunos portugueses, registado no Progress in International Reading Literacy Study (PIRLS), deve-se à instabilidade na Educação, criada pelo atual Governo. É o resultado de medidas que afastam os alunos da exigência. Os diretores de escolas são os primeiros a atribuir ao Governo socialista a responsabilidade por estas avaliações internacionais desfavoráveis para o nosso país.

O Executivo socialista, “mal entrou em funções, terminou com os exames do 4.º ano e desvalorizou as avaliações externas, transmitindo uma mensagem errada às escolas”, afirma Amadeu Albergaria, deputado do PSD.

O vice-presidente da bancada social-democrata acentua o facto de o governo anterior, no que se refere a testes internacionais, ter apresentado sempre “ótimos resultados, ao contrário deste Governo”. “Não é com menor exigência que vamos conseguir alterar esses resultados e muito menos culpabilizando o anterior governo que, ao contrário deste, sempre obteve bons resultados internacionais”, assinala o deputado.

Amadeu Albergaria refere ainda que “a diminuição das horas de português” acaba por deteriorar a qualidade de ensino e, nesse sentido, não surpreende a degradação dos resultados dos alunos portugueses.

 

Coordenador do Relatório sobre os alunos do 4.º ano

Coincidentemente, o coordenador nacional dos estudos internacionais sobre o desempenho dos alunos foi afastado em novembro, a poucas semanas da divulgação dos resultados da avaliação PIRLS. O afastamento do investigador João Marôco ocorre pouco depois do responsável ter apresentado ao presidente do Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), a primeira proposta do relatório sobre o desempenho de leitura dos alunos portugueses. O afastamento de coordenador foi oficializado por um despacho do secretário de Estado da Educação, João Costa.