PSD Partido Social Democrata, Acima de Tudo Portugal
Selecione uma opção
Europa
Fora da Europa
NOTÍCIAS
PNR: "Governo tinha a obrigação de retirar Portugal do lixo"
19 de Abril de 2017
PNR:

"Portugal já perdeu um ano ao interromper, em 2016, a trajetória de crescimento, e continua a haver uma grande falta de ambição nos documentos"

 

Esta quinta-feira, no debate do Programa de Estabilidade 2017-2021 e Plano Nacional de Reformas, Maria Luís Albuquerque afirmou que este plano do Governo "é muito curto para o que o país precisa" e que o Programa de Estabilidade e o Programa Nacional de Reformas "são documentos para Bruxelas ver".

"O Programa de Estabilidade e o Programa Nacional de Reformas nem asseguram a estabilidade, nem apresentam reformas. São documentos para Bruxelas ver", assegurou a Vice-presidente do PSD.

“Um Governo responsável estaria a aproveitar as circunstâncias favoráveis para reformar o país e para tornar Portugal menos vulnerável a uma eventual nova crise", considerou afirmando que "o Governo tinha a obrigação de tirar Portugal do rating do lixo". Mas, infelizmente, “nada nestes documentos indica esse caminho".

Para o PSD, o Governo apoiado pela esquerda só tem "preocupações para com a banca", esquecendo as empresas. "O que fica agora claro é que para este Governo e os partidos que o apoiam - o PCP, o PEV e o BE - só a banca merece cuidados e preocupações. Amigos mesmo, só dos bancos", disse.

A verdade é que aquilo que o Governo apresenta "é muito curto". "Portugal já perdeu um ano ao interromper, em 2016, a trajetória de crescimento, e continua a haver uma grande falta de ambição nos documentos" que estão hoje em debate.

"Temos uma maioria governativa, que só minoritariamente se revê nos documentos, mas que, ainda assim, prefere expressar um suposto desagrado com palavras inconsequentes e manter-se no aconchego do poder", acusa Maria Luís Albuquerque.